Wearables se destacam em mercado de Tecnologia

apple-watch-6_1

 

Os wearables, ou tecnologias vestíveis, são equipamentos inteligentes que podem ser incorporados ao vestuário para facilitar o dia a dia de qualquer pessoa. O mercado que reúne fabricantes e distribuidores desses itens vem crescendo a olhos vistos nos últimos anos e tem como seu maior representante o Apple Watch, relógio inteligente da Apple, programado para ter seu lançamento mundial no final de abril.

De acordo com pesquisa realizada pela Ipswitch, empresa líder de soluções tecnológicas, pelo menos um terço das empresas europeias estão dispostas a adotar a tecnologia vestível integrada ao ambiente de trabalho, com os itens conectados à infraestrutura corporativa de TI.

Um exemplo de tecnologia vestível no ambiente de trabalho é a cadeira criada por uma startup suíça. A Nonee resolveu criar o objeto para facilitar a rotina de pessoas que precisam passar muitas horas em linhas de produção, como é o caso de profissionais de linhas de montadoras de automóveis. Batizada de Chairless Chair, ela acompanha os movimentos e permite que o usuário descanse de maneira correta.

Tecnologias à vista

Em geral, itens de alta tecnologia como os dispositivos vestíveis costumam ser lançados em eventos mundiais da área. Confira o que já foi apresentado em alguns dos mais recentes eventos. Esses itens ainda não têm data definida para comercialização.

Talkingband B2: A pulseira inteligente da Huawei permite o rastreamento de atividades físicas, monitorando o tempo de exercício, calorias queimadas, distância percorrida, etc.. Conectado a um smartphone via Bluetooth, o acessório pode ser utilizado também como um fone de ouvido, permitindo que o usuário atenda ligações sem tirar o dispositivo do bolso.

Re Vive: o par de óculos de realidade virtual da fabricante Valve, que está nos estágios finais de desenvolvimento, terá duas telas de 1200 x 1080 com lentes HTC RE Vive, onde imagens fotorrealistas rodarão a 90 frames por segundo.

Relógio conectado ao carro: A Ford está desenvolvendo formas de conectar aparelhos vestíveis em seus veículos. O objetivo é aumentar a segurança e monitorar a saúde do motorista com a conexão entre carro e tecnologia vestível. O item deverá fornecer ao motorista informações básicas de saúde, como batimentos cardíacos e nível de oxigênio e glicose no sangue. No momento, a Ford está em busca de parceiros para aprimorar o conceito do produto.